Brasil de Todos os Ritmos recebe Gilberto Gil para falar sobre Chula

 

Você sabia que “Expresso 2222” e “O Canto da Ema” têm influência do ritmo?

 

O programa Brasil de Todos os Ritmos é apresentado e realizado pelo multi-instrumentista, compositor e produtor musical Luiz Brasil, que andou pelo País coletando depoimentos e fazendo encontros musicais, bebendo da rica fonte da música brasileira. No episódio desta sexta-feira, 8 de outubro, às 22h, exibido pelo canal Music Box Brazil, Luiz Brasil se encontra com ninguém  menos que Gilberto Gil para falar de Chula, ritmo que muitos dizem que é o samba antes do samba e o comportamento traduzido em canção! E para exaltar a Chula,  Gilberto Gil canta com Luiz Brasil as pérolas: “Expresso 2222”, “O Canto da Ema” e “Ilê Ayê”, todas composições que têm um toque mágico do ritmo que é uma força musical do Recôncavo Baiano.



Mas não para por aí. Tem também a presença luxuosa do Samba Chula de São Brás, da Bahia e a participação de alguns dos seus integrantes : Junior Bahia (atabaque e direção), Raimunda Nonato e Zélia Paiva (vozes e dança), Neiverson Pereira (cavaquinho) e Mestre Mario Santana (atabaque). Raimunda Nonato canta no programa “Janaina”, de sua autoria. Em outro momento, os percussionistas baianos Gabi Guedes, Josino Eduardo (Dú) e Giba Conceição falam sobre a Chula e sua importância rítmica para a nossa música. O episódio é encerrado pela performance musical de uma super banda montada para tocar “O Canto da Ema”, com os convidados especiais Cesinha (bateria), João Rafael (baixo acústico e elétrico), Marco Nimrichter (piano rhodes), Marcelo Martins (flauta), Sidinho Moreira (percussão) e Luiz Brasil (violão).




Sobre o programa - Brasil de Todos os Ritmos, que tem direção de  Felipe Sabugosa, foi concebido em 10 episódios de 26 minutos cada, e vai ao ar às sextas-feiras, às 22h, pelo canal Music Box Brazil, especializado em música brasileira. A cada edição Luiz Brasil e seus convidados promovem uma viagem pelos ritmos que formam o extraordinário universo musical brasileiro. Depois do Chula virão os episódios sobre ciranda, ijexá, maracatu, marcha rancho, samba de coco e samba reggae.

 

Brasil de Todos os Ritmos é uma produção da Luiz Brasil Produções em parceria com o Fundo Setorial do Audiovisual e a ANCINE – Agência Nacional do Cinema.

 


 

Onde assistir Brasil de Todos os Rimos:


Claro HD: 623, Claro: 123, OI TV: 145, VIVO HD: 637, SIM TV (TV CIDADE, CABLE BAHIA, MULTICABO): 98, CTBC – IMAGE TELECOM: 302, VCB/VIA CABO/STV: 92,
CABLE BAHIA: 98, LINSAT: 59, TV A CABO SÃO BENTO (SSTV): 50, TV CARATINGA: 154, TV SP2: 70, CABO NATAL: 602, TC VIDADE – IM TV: 98, BOA VISTA CABO: 330, MULTIMÍDIA: 66, VSAT: 86, BRISANET: 132, SUMICITY TV: 118, TCM: 213.

 

BRASIL DE TODOS OS RITMOS

Sinopses dos próximos episódios

 

CIRANDA

Abram a roda para o coco de roda, o samba de ciranda! É praieira, é sertaneja, é CIRANDA. O episódio vai até Pernambuco só para entrar no ritmo com Lia de Itamaracá, Boy (percussionista de Lia de Itamaracá) e Severina Baracho (Biú) cantora e dançarina no show da Lia, e filha do maior compositor de Ciranda (Antônio Baracho), que canta as músicas do pai. Tem ainda, Lia Sabugosa interpretando com Luiz Brasil “Itamaracá”, de autoria de Luiz Brasil e Felipe Sabugosa. A ciranda termina com o Quarteto Bessler (Bernardo Bessler, (Christine Springel, Priscila Ratto e Marcus Ribeiro), também interpretando a música “Itamaracá”, especialmente composta para o seriado.

 

IJEXÁ

O toque dos terreiros que chegou ao carnaval. O IJEXÁ é destaque nesse episódio que traz o cantor e compositor Gerônimo para conversar e cantar com Luiz Brasil o hino “É D’Oxum” (Gerônimo & Vevé Calasans), “Toté de Maianga”(Gerônimo & Saul Barbosa) e “Eu sou Negão”, de sua autoria. Temos ainda a presença dos percussionistas baianos Gabi Guedes, Josino Eduardo (Dú) e Giba Conceição, além da cantora Thaís Motta que juntamente com a banda de convidados especiais: Cesinha (bateria), João Rafael (baixo acústico e elétrico), Marco Nimrichter (sanfona), Marcelo Martins (flauta) Sidinho Moreira (percussão), e Luiz Brasil (violão), interpretam a música “Quem Somos Nós” de autoria de Luiz Brasil e Monica Freire.

 

MARACATU

O batuque que faz o chão dançar. A tradição religiosa convertida em Carnaval. Esse é o MARACATU, o ritmo em destaque nessa edição com destaque para o cantor e compositor Jorge Mautner que canta Maracatú Atômico, dele e de Nelson Jacobina, e também “É Frevo Meu Bem”, de Capiba. Quem chega também para falar sobre o ritmo é Chicote, diretor e percussionista da “Rio Maracatú, do Coletivo Rio Maracatú, em um ensaio na Fundição Progresso, além dos percussionistas baianos Gabi Guedes, Josino Eduardo (Dú) e Giba Conceição. O programa ainda recebe Tremião, banda instrumental de Recife, e o  Quarteto Bessler (Bernardo Bessler, (Christine Springel, Priscila Ratto e Marcus Ribeiro) interpretando a música “Picula de Doido”, de autoria de Luiz Brasil, composta exclusivamente para o seriado. Para finalizar, Luiz Brasil sua composição: “Maraca”, ao lado da banda de convidados especiais (Cesinha (bateria), João Rafael (baixo acústico e elétrico), Marco Nimrichter (sanfona), Marcelo Martins (Picolo e flauta) e Sidinho Moreira (percussão).

 

MARCHA RANCHO

O mais lírico dos ritmos carnavalescos. Falamos da ondulosa e nostálgica MARCHA- RANCHO. E para engrossar o bloco o programa recebe o cantor e historiador Pedro Paulo Malta, o pianista e compositor Cristovão Bastos que, junto a Luiz Brasil no Violão, interpretam “Rancho dos Beija-Flores”, de Bastos e Paulo Cesar Pinheiro. O Quarteto Bessler (Bernardo Bessler, (Christine Springel, Priscila Ratto e Marcus Ribeiro) chega para executar “Margarida”, de autoria de Luiz Brasil. Para finalizar com puro ouro, chega a cantora Áurea Martins cantando “Bloco da Solidão”, de Jair Amorim e Geraldo Gouveia, com a banda de convidados especiais: Cesinha (bateria), João Rafael (baixo acústico e elétrico), Marco Nimrichter (sanfona), Sidinho Moreira (percussão), Luiz Brasil (violão) e uma Big Band de sopros com Marcelo Martins (Sax Tenor), Eliezer Rodrigues (Tuba), David Ganc (Sax Alto), Aldivas Ayres (Trombone), José de Arimatéia (Trumpete) Diogo Gomes (Trumpete).

 

SAMBA DE COCO

É no balanço do ganzá e na cadência do pandeiro que o programa chama pra roda o sacolejante SAMBA DE COCO. E para falar sobre suas criativas variações rítmicas temos o Mestre Cícero Gomes e o percussionista Cacau Arcoverde diretamente de Acorverde, em Pernambuco. O episódio finaliza com a banda de convidados: Cesinha (bateria), João Rafael (baixo acústico e elétrico), Marco Nimrichter (sanfona), Marcelo Martins (flauta) Sidinho Moreira (percussão), Luiz Brasil (violão), além da participação especial de Rodrigo (Biscoito), na Rabeca.

 

SAMBA REGGAE

Cria da musicalidade negra, esse ritmo tem raízes plantadas nos blocos afros de Salvador. Para falar e cantar o SAMBA REGGAE essa edição traz o cantor e compositor Lazzo Matumbi, cantando “Lamento” dele e Gileno Felix; e a cantora e compositora Margareth Menezes interpretando “Faraó”, de Luciano Gomes, e “Querera”, dela própria. Quem chega também é Mestre Memeu, diretor de bateria do Olodum; Vovô, diretor geral do Ilê Ayê, além do diretor de bateria do Ilê Ayê, Mario Pam, que canta com Luiz “Mais Belo Dos Belos”. Temos ainda a presença da Família Brasil: Jorge Brasil, Mou Brasil, Marcelo Brasil, Victor Brasil), além dos percussionistas baianos Gabi Guedes, Josino Eduardo (Dú) e Giba Conceição. O episódio finaliza com Luiz Brasil interpretando “Querubim” de sua autoria, com a banda de convidados especiais: Cesinha (bateria), João Rafael (baixo acústico e elétrico), Marco Nimrichter (sanfona),  Sidinho Moreira (percussão),  Luiz Brasil (violão) mais uma Big Band de sopros, Marcelo Martins (Sax Tenor), Eliezer Rodrigues (Tuba), Eduardo Morelenbaum (Clarone), Aldivas Ayres (Trombone), Diogo Gomes (Fluguel horn).


Página anterior Próxima página
publicidade