JORGE ZÁRATH, PIERRE ONASSIS E TENISON DELREY VÃO ESTREAR OS ‘AUTORAIS’

 

“Simbora Neném”!

 

A estreia será no Restaurante Dendê na Área Verde do Othon

 

Quem nunca ouviu, dançou e se divertiu em shows, carnavais ou tem recordações de momentos inesquecíveis com estas músicas? As histórias de cada uma delas e muitas outras serão reveladas pelos seus próprios compositores. Jorge Zárath, Pierre Onassis e Tenison Delrey formam os Autorais, projeto com estreia confirmada no Restaurante Dendê, às 20 horas, no dia 30 de setembro (quinta), às 20 horas, na Área Verde do Othon, em Ondina. Além de cantar e levar muitas alegrias com suas canções, os três vão contar histórias curiosas e engraçadas de locais, momentos e as pessoas que os inspiraram a compor cada uma delas.   

 

Os três juntos são responsáveis pela autoria de mais de 900 músicas, das quais cerca de 30% foram sucesso absoluto, entre clássicos e hits baianos. Muitas já conhecidado público, principalmente as gravadas por estrelas da música baiana e nacional, mas que ainda desconhece os seus compositores. Durante o espetáculo, os artistas vão interagir com a plateia, através de breves bate-papos. Já em produção e com pautas em vários espaços, Autorais promete ser uma das principais atrações para o verão 21/22. Todas as apresentações seguirão os protocolos vingente de combate ao Covid-19.  

 

JORGE ZÁRATH

Nascido em Montevidéu, no Uruguai, o cantor e compositor Jorge Zárath, desembarcou aos 18 anos em Salvador. Começou cantando em bares, mas não demorou muito para pular para o trio elétrico, de onde comandou os blocos Beijo, Crocodilo e Pike. Ao lado de vários parceiros, entre eles, Tenison DelRey, ele ajudou a escrever a história da música baiana com composições gravadas por grandes estrelas, como Chiclete com Banana, Daniela Mercury, Claudia Leitte, Asa de Águia, Banda Mel, Olodum, Márcia Freire, Gilmelândia, Jammil, Márcia Short, É o tchan e Harmonia do Samba.

Nos anos 90, Zárath criou e comandou a banda Salsalitro, reunindo músicos excepcionais da Bahia. Sinônimo de Latinidade, percussão, metais, festa com dança, a banda acabou influenciando toda uma geração de músicos da Bahia e do Brasil. Com Brown, ele participou do   clipe da versão de “El cuarto de Tula” do documentário Buena Vista Social Club. Recentemente, esta parceria rendeu a música “Juliette, Mon Amour”, inspirada na vencedora do reality da Globo.

PIERRE ONASSIS

O início foi de um menino que se encantou com o inconfundível som do samba-reggae. A intensa sintonia de Pierre Onassis com o som percussivo se transformou em uma incontável lista de belas composições e em uma carreira de sucessos. Desde o início no Olodum, ele vem somando mais de 30 anos de destaque no cenário da música baiana.

Já no início da carreira, Pierre surgiu com quatro hits que o país inteiro cantou: “Berimbau” “Requebra”, “Canto ao Pescador” e “Rosa”. Em seguida vieram “Tem Festa na Cidade” e “Swing do Araketu”. De sua assinatura, Daniela Mercury gravou “Jeito Faceiro”, “Música de Rua” e “Capoeira”. “Cara Caramba” foi gravada pelo Chiclete com Banana; “Estrela Primeira” por Netinho e “Lero Lero”, “Adrenalina” e “Vai Sacudir Vai Abalar” pelo Cheiro de Amor.

TENISON DEL REY

 

O rock da banda Faróis Acesos revelou o cantor, compositor e produtor musical Tenison DelRey para o Brasil. Considerado um dos mais importantes criadores da música baiana, ele contabiliza 400 músicas gravadas em mais de 30 anos de carreira. Nos últimos trabalhos solos, Tenison vem misturando MPB, reggae music, música nordestina e elementos eletrônicos, além do universo do cordel. A música de raiz do Brasil está cada vez mais presente no seu momento atual, influências dos grandes mestres e os criadores da cultura do nordeste, como Jackson do Pandeiro, Patativa do Assaré e Luiz Gonzaga”,

 

Muitas de suas composições são interpretadas por grandes nomes do cenário nacional, como “Estrelas”, “Nem Tudo Funciona de Verdade”, “O Groove da Baiana”, gravadas por Daniela Mercury; “Cabelo Raspadinho”, ”Cidadão” e “Chicleteiro Eu, Chicleteira Ela”, pela banda Chiclete com Banana; “Coisa Linda” e “Refrão”, por Saulo Fernandes; “Se joga”, gravada por Jau;  “A Camisa e o Botão”, na voz de Claudia Leitte; “Onde Você Se Esconde”, com Ivete Sangalo e Netinho; “Por Inteiro”, gravada por Marjorie Estiano; “Vamo Embolando”, Elba Ramalho; “Cheiro de Festa”, com a banda Cheiro de Amor”, entre outras.    

 


Página anterior Próxima página
publicidade