Poesia Sobre Trilhos traz textos de artista baiana para Estação Aeroporto

 

Adriana Gabriela é mestra em Artes Cênicas pelas UFBA e no campo arte atua, compõe, ilustra e escreve tendo como eixo a conexão com o estado vital da poesia

 

            Os clientes que passarem pela Estação Aeroporto do Sistema Metroviário de Salvador e Lauro de Freitas a partir desta sexta-feira, 20 de agosto, terão a oportunidade de conhecer os textos e poesias de Adriana Gabriela, em mais uma edição do Poesia sobre Trilhos, que faz parte do projeto “Vem pra Cá” da CCR Metrô Bahia. Adriana é autora do livro “Sobre minhocas e pássaros: poéticas da travessia” e desta vez traz 18 poemas que vão dar asas à imaginação de quem passa pelo modal de transporte. “Compartilhar essas sensibilidades poéticas numa Estação de Metrô é sentir a alegria de ser também fonte de comunicação popular, de expansão de vozes que aconcheguem, encantem, suscitem reflexões, acolham sentimentos dos transeuntes, e que de algum modo possam ofertar alguma orientação e outras janelas no ir e vir de mais um dia”, explica Adriana.

 

            Na exposição que leva o nome Poesia Sobre Trilhos Convida Adriana Gabriela, em um dos seus poemas, Chão de Domingo, a autora fala sobre Cajazeiras, um dos bairros mais populosos da capital baiana. Adriana Gabriela brinca afirmando que “Em Cajazeiras nunca houve cajazeira... pelo menos no tempo em que vivi lá e me dei conta de perguntar: Cajazeira?”. Sentimentos humanos, empoderamento feminino e a própria poesia também são temas que se encontram no trabalho da artista. “Fazem parte da exposição poesias com respirações plurais, que se conectam onde todas elas possam servir como chaves para transformação (meditação) interior. No momento em que as escrevi senti isso acontecendo em mim, então selecionei estas para exposição pensando nisso. No que seria acolhedor, e também ponte para ressoar temas sociais e coletivos importantes”, pontua Adriana. Para o gerente de comunicação da CCR Metrô Bahia, Álvaro Britto, ter artistas baianos fazendo parte do projeto Vem Pra Cá é a certeza de que o espaço está sendo bem utilizado. “Queremos tornar a viagem do nosso cliente mais agradável. Se ele usa o metrô diariamente e pode ter contato também com arte e poesia, melhor ainda. E se tudo isso tiver o jeito baiano, estamos de fato cumprindo nossa missão”, pontua.

 

            Adriana Gabriela Santos Teixeira é uma grande amante da arte de viver, dedicada a sentir, integrar, compartilhar e ofertar sensíveis. Atua, compõe, ilustra e escreve tendo como eixo a conexão com o estado vital da poesia. Sempre a encantaram a natureza e seus elementos, os sentimentos e impalpáveis da vida, o imaginar. Graduada em Direito e mestra em Artes Cênicas pela UFBA, é hoje doutoranda em Artes da Cena pela Unicamp. Tendo a arte como o seu caminho, a experimenta como via capaz de realizar a alma, de encontrar raízes e voos, e estabelecer comunicação com o mundo, assim como promover (auto)transformações, pela escuta e expressão criativa de nossos conflitos, silêncios e encantamentos através da linguagem artística, também impulso e meio necessário ao reconhecimento de causas coletivas, descortinadoras e (re)criadoras de realidades. Os trabalhos dela podem ser vistos também no Instagram (@adrianagabriela.st).

 

                A exposição do Poesia sobre Trilhos com o trabalho de Adriana fica aberta ao público de forma gratuita, no mesmo horário de funcionamento da estação, que atualmente é das 5h às 22h, até o dia 24 de setembro.

 

Serviço

Exposição Poesia sobre Trilhos – Autoria de Adriana Gabriela

Local: Estação Aeroporto do Sistema Metroviário de Salvador e Lauro de Freitas

Data: 20 de agosto a 24 de setembro – no horário de funcionamento do Metrô



Página anterior Próxima página
publicidade