Coro Oyá Igbalé IV Espetáculo Omolu, O Rei da Terra

CORO OYÁ IGBALÉ DA UNEB PROMOVE, A 4ª EDIÇÃO DO ESPETÁCULO OMOLU, O REI DA TERRA



Acontece no dia 5 de setembro de 2020, das 14:00 às 18:00 a IV edição do Espetáculo Omolu, o Rei da Terra do Coro Oyá Igbalé do Departamento de Educação do Campus I da UNEB. O evento foi todo produzido na modalidade remota (em home office) e a Transmissão acontece no Canal do Youtube do Coro Oyá Igbalé e nas redes sociais do Instagram e Facebook. O evento é uma atividade regular do Calendário de Eventos do Coro Oyá Igbalé desde 2017. A primeira edição do concerto integrou a programação oficial do II Ciclo de Debates Memória, Música e Devoção (em homenagem ao Centenário de Mestre Didi).

Em 2020 o evento celebra a paz e a renovação da esperança, pois corrobora para pensar a arte como fator de união na vigência da Pandemia da Covid-19 (e dos enfrentamentos sociais que a ela estão vinculados). Dentre os objetivos do evento, destacam-se: a defesa da cultura como mecanismo de combate ao racismo cultural e ao preconceito em relação a cultura afro-brasileira. Propõe, em especial, a valorização da música sacra do Candomblé como expressão da Arte. Ao realizar o referido espetáculo o Projeto Coro Oyá Igbalé propõe democratizar o acesso a bens culturais no espaço da Universidade Pública, além de enfatizar o fortalecimento da educação étnico-racial e 2 das políticas de ação afirmativa voltadas para inclusão efetiva da população afrodescendente na UNEB.

O IV Espetáculo “Omolu, O Rei da Terra”, assim como, as edições anteriores é dedicado para os “Orixás da Família das Palhas” (Orixás Omolu, Nanã, Iroko, Oxumarê, Ewá, Ossain e Inkisse Tempo). O culto popular dos Orixás Nanã e Omolu e do Inkisse Tempo é muito importante na cidade de Salvador e na Região do Recôncavo Baiano; tanto na perspectiva do sincretismo religioso, quanto nos campos da promoção cultural e do turismo religioso (Festa da Boa Morte em Cachoeira, BA e os Festejos em louvor a São Lázaro e Caminhada Azoani em Salvador, BA). No que tange as tradições de matriz afro-brasileira o culto do Orixá Omolu possui como imperativos os signos que representam o mistério da vida e da morte, a memória e a cura.

O IV Espetáculo Omolu, o Rei da Terra tem um novo formato devido Pandemia do COVID-19, a homenagem musical para os Orixás da Família das Palhas reúne documentário de curta metragem sobre as quatro edições do evento, live e homenagem realizada por integrantes do Coro Oyá Igbalé e por colaboradores da área de artes e da UNEB.

Serão interpretadas, cantigas do Candomblé das Nações Kêto e Angola amplamente difundidas por meios técnicos e tecnológicos; além de músicas da MPB e da lírica brasileira que possuem interface com a música sacra afro-brasileira, como: Cordeiro de Nanã e Obaluaê dos Ticoãs; Ponto de Nanã.
Participa do evento o Coro Oyá Igbalé e os convidados: Prof.ª Dr.ª Adriana
Mármori (PROEX da UNEB), Prof.ª Dr.ª Maria Conceição Ferreira (Coordenação do Colegiado de Pedagogia do DEDC-I), Prof.ª Dr.ª Cecília Conceição Moreira Soares (Pesquisadora da área de História do Colegiado de Pedagogia do DEDC-I da UNEB), Prof.ª Msª Julice Oliveira (Pesquisadora da Área de Filosofia do Departamento de Educação do Campus I da UNEB e Coordenadora Geral do Projeto Coro Oyá Igbalé); as discentes Jamile Carvalho (DEDC-I da UNEB), Simone Borges (DEDC-I da UNEB) e Vitória Luz (DCH-I da UNEB); os egressos da UNEB Lucas de Matos (RP do DCH-Ida UNEB) e Iana Crusoé (Pedagogia do DEDC-I da UNEB). Participam os religiosos do Candomblé Tatá Anselmo dos Santos, Babalorixá João Marcelo Nobre, Mawó Adelson Brito. Também participam os artistas: Rálfice Santiago (artista plástico e arte-educador), Carlinhos Brown( Embaixador Ibero-Americano para a Cultura, Membro da 3 The Academy, Cantor, Compositor, Técnico do The Voice Brasil e Artista Visual), Ricardo Costa (percussionista, Ricardo Carvalho (percussionista), Gabriel Machado (cantor e compositor) e Alexandra Amorim (Rainha do Ébano 2015).


INFORMAÇÕES


Departamento de Educação do Campus I (DEDC-I) da UNEB, Rua Silveira Martins, 2555; Sala 21 do Pavilhão de Aulas Multidisciplinar (PAM). Bairro do Cabula, CEP 41.150-000, Salvador (BA). E-mail: coro.oya.uneb@gmail.com. Instagram: corooyauneb. Outras informações acessar a Página do Evento: https://www.facebook.com/events/823630291372143/


PROPOSTA DO CORO OYÁ IGBALÉ



O Coro Oyá Igbalé: Música Sacra de Matriz Afro-brasileira é um projeto acadêmico que propõe a interdisciplinaridade entre a pesquisa e a extensão. Fundado em 20/11/2014 pela docente Julice Oliveira do Departamento de Educação do Campus I da Universidade do Estado da Bahia (UNEB) propõe uma ação engajada politicamente no campo da arte.
Dentre os objetivos principais do Projeto Coro Oyá Igbalé, destacam-se: a difusão de conhecimento de natureza estética sobre a música sacra afro-brasileira; a produção e divulgação de bens culturais na UNEB (na categoria música de canto coral e percussiva); o fomento a democratização do acesso à cultura na universidade pública; a promoção de educação étnico-racial mediada pela linguagem da arte; e, implantação de ação afirmativa nas áreas de educação e cultura.
Página anterior Próxima página
publicidade