Clínica Insemina vai oferecer teleconsulta on-line gratuita a 60 casais inférteis no mês de agosto


A iniciativa tem como objetivo prestar orientação e acolhimento aos casais, visando minimizar os riscos à saúde reprodutiva, uma vez que neste período da pandemia
a maior parte das consultas e tratamentos foram adiados. O atendimento on-line será realizado mediante agendamento prévio pelo telefone (71) 3012-3010, dentro do limite de vagas.
Em homenagem ao Dia dos Pais, a Insemina, clínica especializada em reprodução assistida, vai oferecer durante o mês de agosto teleconsulta gratuita a sessenta casais com dificuldade para ter filhos.  O foco do atendimento é o aconselhamento reprodutivo visando prestar assistência e acolhimento para casais que tiveram que adiar os tratamentos de infertilidade em função da pandemia  O atendimento on-line, dentro do limite de vagas, será realizado mediante agendamento prévio pelo telefone (71) 3012-3010. As teleconsultas para orientação serão realizadas com hora marcada, através de aplicativo especifico, e os casais poderão tirar suas dúvidas diretamente com os especialistas da clínica.
“Durante a consulta on-line, os pacientes vão poder esclarecer suas dúvidas com especialistas da área de medicina reprodutiva e vão obter orientação individualizada e adequada para cada caso”, explica o médico Joaquim Lopes, especialista em Reprodução Humana e diretor da Insemina.
orientação é que os tratamentos de reprodução assistida sejam adiados até que a pandemia esteja controlada. No entanto, há casos especificos que devem ser avaliados de forma criteriosa e individualizada. A consulta com o especialista pode minimizar riscos à saúde reprodutiva. “Pacientes diagnosticados com câncer e que precisam preservar sua fertilidade através do congelamento de óvulos ou de sêmen e mulheres em idade avançada ou com reserva ovariana prestes a esgotar são algumas das situações que não podem esperar”, recomenda o especialista. Os embriões obtidos através da técnica de Fertilização in Vitro, no entanto, deverão ser congelados, uma vez que as transferências embrionárias estão temporariamente suspensas.
Segundo o especialista, algumas recomendações são importantes para manter a saúde reprodutiva: manter-se no peso adequado, buscando uma alimentação saudável e evitando excessos alimentares durante a quarentena, buscar atividades para controlar o estresse e a ansiedade, dormir bem, não fumar, evitar consumo excessivo de bebida alcoólica, e, se possível, praticar atividade física regularmente,
Infertilidade masculina
Vários fatores podem afetar a fertilidade masculina e comprometer o desejo de ser pai. Segundo o médico Joaquim Lopes, a varicocele, doença caracterizada por varizes na bolsa escrotal, é uma das causas mais comuns da infertilidade no homem e consiste na dilatação anormal das veias que drenam o sangue na região dos testículos. 
A baixa produção de espermatozoides pelo testículo, causada por alterações hormonais, a mobilidade dos espermatozoides e a qualidade do sêmen são alguns dos fatores que influenciam na fertilidade masculina. Há também causas genéticas que podem levar a ausência de produção de espermatozoides (azoospermia) ou concentração muita reduzida de espermatozoides no sêmen (oligozoospermia severa).
Os hábitos de vida e os fatores ambientais são também grandes responsáveis pela saúde reprodutiva. O tabagismo é um vilão apontado pelos especialistas da área.
Sobre a Insemina     
Fundada em 2015, a Insemina Centro de Reprodução Humana é uma clínica especializada em Reprodução Assistida, que disponibiliza atendimento mais acessível e adequado à realidade da região. A clínica conta com uma equipe médica experiente e altamente qualificada. Além dos tratamentos especializados de reprodução assistida, várias técnicas, exames e procedimentos como histeroscopia, diagnóstico pré-implantacional (PGD), preservação da fertilidade (congelamento), realização de exames de espermograma, dosagem de hormônio antiMulleriano e outros são realizados, graças à parceria da Insemina com clínicas de referência na Bahia e no Brasil.
Em Salvador, a clínica atua em parceria com o Cenafert (Centro de Medicina Reprodutiva), onde os procedimentos de Reprodução Assistida, como Fertilização In Vitro (FIV) e Inseminação Intrauterina, são realizados contando com as técnicas mais atuais e seguras e equipamentos de última geração. Localizada no Comércio, a Insemina conta com consultórios e sala de ultrassom e funciona na Rua Miguel Calmon, nº 40, Edifício Conde dos Arcos, salas 102 e 103. Mais informações no site: http://clinicainsemina.com.br/

Página anterior Próxima página
publicidade