Coronavírus: projeto social pede ajuda através de manifesto

por Juci Ribeiro

O manifesto pela arte é uma iniciativa da Focus Moda Produção, projeto social que reúne cerca de 150 jovens de bairros periféricos de Salvador. Criado há cinco anos pelo modelo e produtor cultural Jonas Bueno, dá acesso à informação e cultura através de oficinas de moda e arte. Suas atividades acontecem em espaços culturais da cidade, como o Casarão da Diversidade, no Pelourinho, e o Centro Cultural de Plataforma. Com a quarentena imposta pela pandemia do Coronavírus, os encontros e atividades do grupo foram suspensas, inclusive aquelas com bilheteria, usada para ajudar os jovens do grupo.
Os encontros semanais com os jovens do projeto servem também para criar uma corrente de apoio e confiança. Entre si, os jovens compartilham experiências e problemas. Com as restrições da quarentena, vieram os relatos de vulnerabilidade nos lares de vários deles, o que despertou em Jonas um alerta e a ideia de lançar o manifesto, chamando a atenção dos órgãos competentes e da sociedade para a situação destes jovens e dos projetos sociais que existem na cidade.
 “O Focus colaborava com esses alunos de acordo com os eventos e saraus que a gente realizava, onde a gente arrecadava alimento para fazer essas doações, para fazer esses repasses, mas devido a pandemia nem isso estamos podendo acontecer. A partir daí que esse jovem deixa de ser atendido pelo projeto para receber seus alimentos”, explica Jonas, que faz um apelo: “Pedimos aos poderes públicos, à Secretaria de Cultura do Estado, à Secretaria Cultura e Turismo de Salvador, e à sociedade que olhe para os projetos sociais de arte de cultura. Precisamos nos unir e olhar para esses jovens, precisamos de cestas básicas, precisamos ajudar essas pessoas”.
Jonas ressalta que o apelo não é feito apenas para a Focus Moda. “Eu falo com todos os projetos que não têm voz para se posicionar e fazer esse pedido por que a realidade é outra, não é essa que que a gente pensa. Arte é bom, arte é linda, mas existem diversas dificuldades que os artistas passam para seguir e para continuar. Na Focus são mais de 150 jovens e qualquer ajuda vai impactar mais de 900 pessoas, familiares dos assistidos”
Quem quiser colaborar com o projeto com doações pode entrar em contato com Jonas através do telelefone 71 93510379 
Manifesto Arte que Alimenta
SOMOS 150. Somos jovens, negros, periféricos. Somos complementares, unidos, únicos. Somos artistas. Através da ARTE nos ressignificamos, nos empoderamos, nos transformamos. Ela alimenta nosso espírito, nossa alma, nossa mente, mas também nosso corpo. Corpo que agora está parado. Não podemos ter a arte como nossa aliada e nem sabemos quando ela vai voltar a nos mover. E NUTRIR. Sem ela, a gente não tem alento nem sustento. Precisamos de ambos. Paz na mente e tranquilidade na mesa. Não gostamos de apelo, pelo contrário, nosso sonho é a fortaleza, mas hoje não temos como, por nossa conta, nos manter. Por isso, estamos fazendo esse manifesto, usando nossa voz para dizer a você, que nos ouve, que precisamos de um olhar de empatia. SOMOS 900. Nossas famílias dependem da nossa arte, agora parada. Por isso, pedimos que contribuam conosco para que, depois dessa pausa longa, de meses, ainda estejamos aqui, existindo, por nossa arte e pelos nossos.

Página anterior Próxima página
publicidade