GASTRÔNOMA OFERECE DICAS DE CEIA LOW CARB PARA AS FESTAS DE FIM DE ANO

Por Juci Ribeiro

Com a aproximação da estação mais quente do ano, o anseio pela boa forma e estilo de vida saudável se tornam ainda mais fortes entre os baianos. Porém, as festas de fim de ano chegam como um verdadeiro obstáculo para quem está na corrida contra a balança.  Agora, com a popularização da dieta low carb, todo mundo pode aproveitar a ceia sem culpa. A professora do curso de Gastronomia da UNIFACS, Ely Fujyama, traz uma série de dicas para quem deseja aproveitar um cardápio nutritivo e bem elaborado.
De acordo com a professora, a dieta low carb favorece o emagrecimento porque diminui a quantidade e melhora a qualidade dos carboidratos ingeridos. A regra é priorizar os carboidratos integrais, como os do arroz integral, e reduzir os refinados, como arroz branco, massas brancas, doces, refrigerantes e alimentos processados.  
“As pessoas estão optando por uma vida mais saudável, e comida de fim de ano tem essa imagem de ser calórica e responsável pelos quilos extras. Eu mesma comecei a fazer a dieta low carb e por isso fiz adaptações para pratos que são feitos na ceia”, explica a professora.
A gastrônoma dá algumas sugestões para a ceia e ressalta: “As incrementacões podem ser feitas a gosto. Para dar um ar natalino é só colocar frutas da época, como as famosas passas, por exemplo, que criam um clima de amor e ódio nessa época”, orienta descontraindo.
ENTRADA – A tradicional salada de maionese com batatas inglesas pode ser substituída por batata doce. Basta cozinhar a batata doce e temperar com o próprio molho de maionese, ou um molho a base de iogurte, com passas e nozes, que são bem característicos da época.
PRATO PRINCIPAL – “Não vamos retirar o tradicional peru da mesa. O que se deve fazer é elaborar um recheio para ele sem muita gordura, sem muita farinha de mandioca.  Sugiro o uso da farinha de milho, com uma mistura de legumes, cenoura, cebola e ervas frescas”, destaca a profissional.         
“Para acompanhar o peru, o arroz de couve flor é muito bem-vindo. Chamamos de arroz pela textura da couve flor quando processado.  Após esse processamento, deve-se refogar com alho e cebola. Como é um evento de final de ano, natalino, pode incrementar com creme de leite, a depender do gosto. Passas, cenoura picada, pimentões coloridos também são permitidos. Dessa forma, temos acompanhamentos leves, saudáveis e saborosos”.
SOBREMESA – “Existem várias possibilidades. O manjar, que é feito geralmente com amido de milho dissolvido no leite, pode ser feito com leite de castanhas, ou até leite de coco. A cauda pode ser de ameixa, sem açúcar, pois a própria ameixa seca é bem doce. Cozinhando com um pouco de água, se torna uma cauda espessa e bem docinha”, ensina.
Outra opção é elaborar um sorvete feito a base de banana congelada. Você pega bananas bem maduras e congela, bate no liquidificador e essa banana se torna um creme geladinho. Pode incrementar com morango congelado ou outras frutas, preferencialmente congeladas, para manter a consistência de sorvete cremoso. É interessante porque você só faz uso da frutose, não precisa adicionar nenhum tipo de adoçante pois ela já da conta do sabor adocicado”, finaliza a professora Ely.

Página anterior Próxima página
publicidade