“Velôsidades” mergulha na obra de Caetano Veloso; espetáculo estreia em abril em Salvador

por Juci Ribeiro



“Velôsidades”, espetáculo que propõe mergulho na obra de Caetano Veloso, tem estreia no Teatro Vila Velha, de 4 a 14 de abril, de quinta a sábado, às 20h e domingo às 19h.

A encenação é fruto do projeto Caetanear, que desde janeiro vem realizando diversas ações artísticas, a exemplo de palestras, shows, mostra de filmes, oficinas, performances e festa inspirados na obra e vida de Caetano Veloso.

Caetano oferece ao público sempre uma possibilidade de si reinventar, tão sofisticada quanto popular. Uma fonte criativa de influência e motivação para que outros artistas estabeleçam criações autorais, que colocam em evidência o Brasil e o mundo de agora.

Este mergulho na vida e na obra do compositor é o mote principal para o espetáculo “Velôsidades”, que traz ao palco diversas apropriações das letras, músicas, pensamentos, movimentos e atitudes de Caetano Veloso.  A poesia, a crítica, a ironia, a contestação, o experimentalismo do imenso legado literário, musical, filosófico, visual estabelecido em mais de 400 composições e em mais de 50 anos de carreira serviram de fonte e matéria prima dessa obra.

Reunindo diversas linguagens, como dança, teatro, audiovisual, música, performance, funções técnicas versos artísticas e público versos performers, os criadores propõem uma cena que resgata uma característica presente na obra e na figura transformadora do artista, oferecendo ao público um espetáculo envolvente, que estabelece uma experiência visual e sonora e que constrói um universo poético para abordar temas atuais e universais, através de questionamentos políticos e sociais, referências mitológicas, relações amorosas, atitudes libertárias e, claro, princípios tropicalistas.

“Velôsidades” é uma co-produção Brasil–Espanha, que envolve mais de 15 artistas  criadores dos dois países. Os intérpretes Clara Garcia Espada (ES), Claudio Machado (BR) e Fabio Vidal (BR) unem-se aos cineastas Edson Bastos (BR), Henrique Filho (BR) e Alexis Borràs (ES) e formam o núcleo de desenvolvimento dessa nova encenação, em sinergia com Jarbas Bittencourt e Daniel Guerra, que assinam a criação coletiva. O espetáculo possui o figurino e maquiagem de Rino Carvalho, cenografia de Zuarte Junior e iluminação de Nando Zambia e Moises Victório.

Durante a temporada serão realizadas ações de mediação artística com escolas da rede pública e ações de acessibilidade com a interpretação em libras, em sessões gratuitas especiais, realizadas nos dias 5 e 12 de abril, às 14h.
                                          
Este projeto é desenvolvido pela cooperação entre o Território Sirius Teatro, a União Instável Criações, a Vôo Audiovisual, a Digital Film e a Multi Planejamento Cultural. O projeto foi contemplado no Edital Gregórios, da Fundação Gregório de Mattos, Prefeitura de Salvador e no programa Iberescena 2019 – Apoio à Coprodução de Espetáculos Iberoamericanos de Artes Cênicas.
Mais informações no site www.territoriosirius.com.br.

Ficha técnica
Concepção: Fábio Vidal, Claudio Machado e Clara Garcia Espada
Encenação: Clara Garcia Espada, Claudio Machado, Fábio Vidal, Edson Bastos, Henrique Filho, Alexis Borràs, Jarbas Bittencourt e Daniel Guerra
Performers: Clara Garcia Espada, Claudio Machado, Fábio Vidal, Edson Bastos, Henrique Filho, Alessandra Nohvais, Roberto Britto, Moises Victorio, Ana Paula Vasconcelos e Daniel Guerra


Serviço
Espetáculo Velôsidades
Período: 4 a 14 de abril
Horário: 20h (quinta a sábado) e 19h (domingo)
Local: Teatro Vila Velha (Av. Sete de Setembro, s/n - Passeio Público - Campo Grande)
Ingressos: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia)
Classificação: 14 anos
Maiores informaçõeswww.territoriosirius.com.br
*Dias 5 e 12, às 14h, serão realizadas sessões gratuitas do projeto de mediação, com interpretação em libras.


(Fotos: Alessandra Nohvais/ Divulgação)
Página anterior Próxima página
publicidade