Exposição fotográfica na Casa de Castro Alves marca o encerramento do Programa Design Dialógico

por Juci Ribeiro


Em cartaz até 5 de dezembro,a mostra exibe fotografias registradas nos cinco territórios baianos que o Programa percorreu

Depois de itinerar por um ano e meio por cinco territórios da Bahia, o Programa Design Dialógico: Uma Estratégia para a Gestão Criativa de Territórioserá encerrado com a exposição de fotos que está em cartaz na Casa de Castro Alves (Rua do Passo, 52, Santo Antônio), até o dia 5 de dezembro. A mostra, que pode ser visitada de segunda a sábado, das 14h às 18h, traz um pouco de cada projeto apoiado pelo programa nos territórios de Itaparica, Recôncavo, Baixo Sul, Litoral Sul e Chapada Diamantina, apresentando parte das exposições que estão nos espaços museológicos ou culturais criados nas localidades visitadas pelo Programa.


Assim, a exposição exibe as fotografias de Almir Bindilatti, sobre o Baixo Sul da Bahia; as fotos de Ricardo Fernandes sobre os índios Tupinambás; a exposição de Luís Pereira sobre os fundadores da Vila de Serra Grande, no Litoral Sul; a exposição de Bia Alcalde sobre a comunidade dos Quilombos Tereré e Maragogipinho, em Mar Grande; e as fotos de Inés Grimaux sobre a comunidade de Mucugê, na Chapada Diamantina.

Capitaneado pelo Instituto de Design e Inovação – INDI, presidido por Inés Grimaux, o Programa contribuiu para a implementação do Museu da Memória Viva dos Quilombos Tereré e Maragogipinho, na Ilha de Itaparica; para o Museu da Costa do Dendê de Cultura Afro Indígena, na Comunidade Caxuté, no Baixo Sul da Bahia; para a Vila Criativa de Serra Grande, no Litoral Sul da Bahia; para coleções de moda, das Rendeiras de Saubara no Recôncavo Baiano; e Sociedade Beneficente 25 de Junho, na Península Itapagipana.

Apoiado pelo Fundo de Cultura, o Design Dialógico foi pensado para dar um passo a mais na tecnologia, com a proposta de capacitar comunidades tradicionais para realizar a ação do design e contribuir para materializar empreendimentos culturais que fortalecessem a identidade e sustentabilidade em comunidades tradicionais nos cinco territóriostrabalhados. A ideia mestra foi desenvolver habilidades para qualificar os produtos locais, comunicar, estabelecer redes, parcerias e sinergias, com vistas ao fortalecimento do ecossistema criativo nestas localidades.

Criadora do Programa, a estilista Márcia Ganem define a filosofia do Design Dialógico: “Artistas que se integraram para entender e sentir pessoas e que nos reintegram, através da arte a dimensões fundamentais do humano e da natureza da qual fazemos parte, artistas que nos integram a comunidades tradicionais das quais somos constituídos, identificados em nossos ancestrais, nos colocando como elos, de uma grande corrente de valores, traduzidos em pequenos detalhes, como o reconhecimento da cura através de uma folha, na purificação através das águas, no preparo de uma comida compartilhada entre Deuses e humanos. Assimsomos povos indígenas, quilombolas, de terreiro, de matriz africana, somos pescadores, marisqueiras, praieiros, sertanejos, campeiros, catingueiros, em nós e através dos nossos antepassados. Constituídos pelo respeito à nossa ancestralidade, respeito à biodiversidade, à multiculturalidade e o respeito fundamental àqueles que nos sucederão”.

Sobre Design Dialógico
Design Dialógico é uma tecnologia social que tem por finalidade inserir a criatividade e inovação em territórios, buscando o fortalecimento da identidade. As bases da tecnologia, foram lançadas no livro Design Dialógico: Gestão Criativa, Inovação e Tradição, de autoria de Márcia Ganem, no qual os sujeitos do diálogo são designers e artesãos tradicionais e, a partir desta relação, o território é dinamizado pela produção de artefatos, espaços, festas, roteiros turísticos, gastronomia e outras sócio-materialidades pautadas na identidade local.

Serviço
O que: Exposição fotográfica Design Dialógico
Quem: Almir Bindilatti, Bia Alcalde, Inés Grimaux, Luís Pereira e Ricardo Fernandes
Onde: Casa de Castro Alves – Rua do Passo, 52 – Santo Antônio – Centro Histórico
Quando: até 3 de dezembro, com visitação de segunda a sábado, das 14h às 18h
Gratuito
Mais informaçõeswww.designdialogico.com

Share on Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário