Ex-artilheiro Marcelo Ramos celebra 15 anos da Tríplice Coroa do Cruzeiro


por Juci Ribeiro


Ex-artilheiro Marcelo Ramos celebra 15 anos da Tríplice Coroa do Cruzeiro em jogo no Mineirão neste domingo (25)

“Colecionador de clubes”, o vice-presidente da ACEB orgulha-se dos seus títulos e conquistas no futebol

O vice-presidente da Associação Classista de Educação e Esporte da Bahia (ACEB), Marcelo Ramos, confirmou sua presença na grande festa da Tríplice Coroa, que vai acontecer no próximo domingo, 25, a partir das 13 horas, antes do jogo Cruzeiro x Flamengo no Mineirão, em Belo Horizonte. Na ocasião, ele e outros craques do futebol celebram os 15 anos da Tríplice Coroa, título conquistado pelo Cruzeiro em 2003, quando o time mineiro venceu os Campeonatos Brasileiro e Mineiro e a Copa do Brasil. A equipe da Tríplice Coroa, formada pelo baiano Marcelo Ramos e outros craques que participaram daquela temporada histórica, jogará contra o Cruzeiro Master, time integrado por ídolos eternos de várias gerações do Cruzeiro.

Desde que encerrou sua carreira profissional como jogador, o “colecionador de clubes” atua como vice-presidente da ACEB, participa de eventos sociais e homenagens das torcidas e das diretorias dos clubes onde atuou. Além disso, Marcelo aproveita sua história de vida e de outros companheiros de campo para defender uma melhor utilização do esporte como parte integrante do processo de formação escolar e comunitário. Mais recentemente, o “Flecha Azul”, como Marcelo Ramos ficou conhecido no Cruzeiro, atuou como auxiliar técnico de futebol do Valério Doce Esporte Clube, em Itabira-MG.

História de sucesso

Um dos maiores artilheiros do futebol brasileiro, com 457 gols marcados em 20 anos de carreira, Marcelo Ramos foi revelado nas categorias de base do Bahia e se tornou o sexto maior artilheiro da história do clube, com 128 gols marcados. Contratado pelo Cruzeiro em 1995, foi campeão mineiro, artilheiro do campeonato estadual de 1996 e campeão da Copa do Brasil no mesmo ano. Após passagem pelo PSV Eindhoven, da Holanda, ainda em 1997, o Flecha Azul retornou à Toca da Raposa, onde consagrou-se campeão da Taça Libertadores das Américas. Após seu período em Belo Horizonte, Marcelo foi contratado pelo Palmeiras e São Paulo. Em seguida, se transferiu para o Japão. Quando retornou ao Brasil, voltou ao Cruzeiro, onde acumulou, em suas três passagens, 162 gols, sendo o quinto maior artilheiro da história do clube. 

Após outra passagem pelo Japão, Marcelo Ramos voltou ao Brasil para jogar no Corinthians e no Esporte Clube Vitória. Depois, jogou na Colômbia e, quando voltou, jogou pelo Santa Cruz, Atlético Paranaense e Bahia. No retorno ao clube tricolor, o craque foi um dos grandes destaques da equipe. Em seu retorno posterior ao Santa Cruz, onde já havia jogado em 2007, ele se sagrou, novamente, artilheiro do Campeonato Pernambucano, com dezenove gols. Em 2011, Marcelo encerrou a carreira profissional, jogando pelo Itumbiara de Goiás. De lá pra cá, tem recebido inúmeras homenagens, sobretudo como ídolo do Bahia, do Cruzeiro e do Santa Cruz.
Share on Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário