ESPETÁCULO ‘PAREM DE FALAR MAL DA ROTINA’ TEM CURTA TEMPORADA NA CAIXA CULTURAL SALVADOR

Por Juci Ribeiro

Monólogo de Elisa Lucinda volta a Salvador para quatro apresentações em novembro
A CAIXA Cultural Salvador apresenta, de 1º a 4 de novembro, o espetáculo “Parem de Falar Mal da Rotina”, da atriz, cantora, poeta e diretora Elisa Lucinda. A peça celebra 16 anos em cartaz chegando ao marco de mais de dois milhões de expectadores e volta à capital baiana em curtíssima temporada. Serão quatro apresentações, de quinta-feira a domingo, às 19h. Os ingressos custam R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia) e serão vendidos na bilheteria da CAIXA Cultural Salvador (Rua Carlos Gomes, 57, Centro), a partir das 9h do primeiro dia de espetáculo (1/11).

A peça une histórias vividas e ouvidas por Elisa Lucinda, como observadora do cotidiano, além dos poemas retirados dos livros “O Semelhante”, “Eu te amo e suas estreias” e “A fúria da Beleza”. Um monólogo não convencional, a montagem aborda um modo de vida, uma visão de existência, a maneira através da qual Elisa, que além de atuar assina também roteiro e direção, consegue expressar sua urgência e inquietude na busca interminável da liberdade de se poder viver plenamente, sem os famosos cárceres a que nós mesmos nos impomos. Sucesso no exterior, “Parem de Falar Mal da Rotina” soma uma temporada de 88 apresentações em Barcelona, além de apresentações no Rio de Janeiro, onde estreou, Brasília, São Paulo, Salvador, Porto Alegre, Fortaleza e Niterói.

Elisa Lucinda - Poeta, escritora, jornalista, cantora e atriz de teatro, cinema e TV, Elisa Lucinda nasceu em Vitória do Espírito Santo e vive no Rio de Janeiro. Seus livros de poesia “O semelhante”, “Eu te amo e suas estreias” e “A fúria da beleza” já venderam mais de vinte mil exemplares, em sucessivas reimpressões, e foram transformados em espetáculos pela atriz. Com o monólogo “Parem de falar mal da rotina”, a multiartista excursiona, desde 2002, pelo Brasil e pela Europa, sempre com plateias lotadas. A artista, considerada grande popularizadora da poesia no país, tem 16 livros publicados e viaja o mundo com seu jeito coloquial e emocionante de ‘falar’ poemas.

Incentivo à cultura - A CAIXA investiu mais de R$ 385 milhões em cultura nos últimos cinco anos. Em 2018, nas unidades da CAIXA Cultural em Brasília, Curitiba, Fortaleza, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo, está prevista a realização de 244 projetos de Artes Visuais, Cinema, Dança, Música, Teatro e Vivências.

A CAIXA Cultural Salvador foi inaugurada em 1999, no prédio datado do século XVII, que já abrigou a antiga Casa de Orações dos Jesuítas e onde, ao longo da história, já trabalharam personalidades como Glauber Rocha, Caetano Veloso e Lina Bo Bardi. Após ser tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional e restaurada pela CAIXA, a Casa hoje oferece ao público duas galerias de arte, um anfiteatro, um salão para espetáculos, uma sala para eventos e uma sala de oficinas, constituindo importante espaço de difusão cultural localizado no centro de Salvador (BA).

Serviço:

Espetáculo Parem de Falar Mal da Rotina
Local: CAIXA Cultural Salvador (Rua Carlos Gomes, 57, Centro)
Data: 1 a 4 de novembro de 2018 (quinta-feira a domingo)
Horário: quinta-feira a domingo, às 19h
Ingressos: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia)
Vendas: A partir das 9h do dia 1/11, na bilheteria do espaço.
Classificação indicativa: livre 
Entrada franca
Informações: (71) 3421-4200
Estacionamento gratuito ao lado




@sitejuciribeiro

Share on Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário