Sedentarismo no inverno eleva riscos de doenças respiratórias e cardiovasculares

por Juci Ribeiro

Quando falamos de estações climáticas do ano, em Salvador parece que estamos sempre no Verão. Mas, ainda que o Sol seja nosso companheiro durante quase todo o ano, as manhãs do Inverno costumam ter climas mais amenos, trazendo aquele friozinho que faz com que se queira ficar “só” mais 10 minutos sob o cobertor na cama. E se sair da cama já se torna difícil, a queda da temperatura se torna um convite para o sedentarismo. O frio se torna uma desculpa para que os sedentários permaneçam sem se exercitar e para que as pessoas ativas diminuam ou até mesmo interrompam a sua rotina de atividades físicas. O que talvez elas não saibam é que, essa parada contribui bastante para fragilizar a resistência do organismo deixando-as vulneráveis a uma série de doenças típicas da estação, a exemplo das infecções e alergias respiratórias, gripes e resfriados. Além disso, segundo a American Heart Association (Associação Americana do Coração) o inverno aumenta muito a incidência de doenças cardiovasculares.
                E se fazer atividade física no inverno contribui para evitar doenças e manter a saúde em dia, para aqueles que também buscam manter ou adquirir uma estética corporal atraente, este é o melhor período para obter o resultado desejado. Ou seja, é hora de dá a partida para o “Projeto Verão”, também descrito pelas mulheres como “Projeto biquíni de lacinho”. Segundo o professor de educação física, Jorge Tadeu, coordenador técnico da rede Hammer Fitness Club, não é que durante o inverno a prática de atividades traga mais benefícios do que nas outras estações do ano, mas por se tratar de um período de maior gasto energético, já que o corpo  precisa de mais calorias para se aquecer (vem daí a vontade de comer alimentos mais calóricos). E se o gasto energético é maior, a prática regular de atividades físicas, associada a uma dieta equilibrada, torna o período ideal também para quem quer reduzir o percentual de gordura e consequentemente, perder peso.
Entretanto, embora repleto de benefícios, se exercitar no inverno, assim como em qualquer outra estação do ano, requer cuidados e algumas atenções extras, como por exemplo, a utilização de roupas leves e confortáveis, mesmo nos dias mais frios. Aquecer antes e alongar depois do treino e estar atento a hidratação também são fundamentais nesse período. “O aquecimento vai deixar o corpo mais bem preparado para a atividade em si, o alongamento vai prevenir lesões musculares e a hidratação garantir a reposição hídrica, pois mesmo no frio o corpo perde muito líquido”, explica Tadeu. Tomados estes cuidados é hora de focar nos benefícios, levantar da cama e partir para a academia, praia, praça ou parque (sempre orientado por um profissional de educação física). Escolha o lugar que se sinta mais confortável para se exercitar, o importante é não ficar parado!

Share on Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário