EXPOSIÇÃO INÉDITA ‘MARIANA’ ENTRA EM CARTAZ NA CAIXA CULTURAL SALVADOR

Por Juci Ribeiro

Christian Cravo narra em 28 fotografias memórias humanas da maior tragédia ambiental do país

A CAIXA Cultural Salvador apresenta, de 15 de agosto a 21 de outubro, a exposição inédita Mariana, do fotógrafo baiano Christian Cravo. Baseada no livro de mesmo nome, a exposição traz 28 fotografias impressas em fine art que retratam as memórias humanas da maior tragédia ambiental do país: o rompimento da barragem de Fundão, que vitimou fatalmente 19 pessoas e desabrigou centenas de famílias em Mariana - Minas Gerais, em 2015. A mostra estará aberta para visitação gratuita de terças-feiras a domingos, das 9h às 18h, na CAIXA Cultural Salvador (Rua Carlos Gomes, 57, Centro).

Nas ruinas dos lares, devastados em segundos pela onda de mais de 2,5 metros de lama e rejeitos de minério, Christian Cravo registrou durante três dias os vestígios das vidas varridas nos distritos de Bento Rodrigues e Paracatu de Baixo. Objetos, roupas e calçados enlameados, retratos cobertos pelo barro e casas destroçadas são fotografados em 28 obras que documentam a dor do desastre, ao mesmo tempo em que relevam a beleza em meio à tragédia.

“Tento trazer a esse trabalho uma memória iconográfica que o tempo congelou. São objetos que pararam naquele instante em que a lama chegou. O momento eterno que representa o fim daquela sociedade”, resume Cravo. Com realização da Via Press Comunicação, a exposição será inteiramente acessível para deficientes visuais, com textos e legendas em braile, além de disponibilização de audiodescrição das fotos.


Christian Cravo

Christian Cravo soma 27 anos de carreira e é atualmente um dos nomes mais respeitados da fotografia contemporânea brasileira. Tem seu trabalho reconhecido internacionalmente com exposições próprias em espaços consagrados em todo o mundo. Entre seus trabalhos estão os livros ‘Irredentos’ (2000), ‘Roma noire, ville métisse’ (2005), ‘Nos Jardins do Éden’ (2010), ‘Exú Iluminado’ (2012), ‘CHRISTIAN CRAVO’ (2014), editado pela prestigiada editora Cosac & Naify, e ‘MARIANA’ (2016). Já recebeu prêmio do Museu de Arte Moderna da Bahia, do Mother Jones International Fund for Documentary Photography e da Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA) pela melhor exposição fotográfica de 2015.

Incentivo à cultura - A CAIXA investiu mais de R$ 385 milhões em cultura nos últimos cinco anos. Em 2018, nas unidades da CAIXA Cultural em Brasília, Curitiba, Fortaleza, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo, está prevista a realização de 244 projetos de Artes Visuais, Cinema, Dança, Música, Teatro e Vivências.

A CAIXA Cultural Salvador foi inaugurada em 1999, no prédio datado do século XVII, que já abrigou a antiga Casa de Orações dos Jesuítas e onde, ao longo da história, já trabalharam personalidades como Glauber Rocha, Caetano Veloso e Lina Bo Bardi. Após ser tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional e restaurada pela CAIXA, a Casa hoje oferece ao público duas galerias de arte, um anfiteatro, um salão para espetáculos, uma sala para eventos e uma sala de oficinas, constituindo importante espaço de difusão cultural localizado no centro de Salvador (BA).

Serviço:
Exposição fotográfica: Mariana, por Christian Cravo
Local: CAIXA Cultural Salvador (Rua Carlos Gomes, 57, Centro)
Abertura: 14 de agosto, às 19h
Período: de 15 de agosto a 21 de outubro de 2018
Horário: terça-feira a domingo, das 9h às 18h 
Classificação indicativa: livre 
Entrada franca

Informações: (71) 3421-4200
Estacionamento gratuito ao lado, no dia da abertura, mediante lotação de espaço.


Share on Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário