Mercado de aplicativos cresce em Salvador

Por Juc Ribeiro
,


Quem não gosta de resolver problemas de forma prática? Os aplicativos são grandes aliados nesta maneira rápida e atual que tem dominado os mercados. Não à toa! Segundo o balanço produzido pelo site do App Annie, o quarto trimestre de 2017 teve recorde de downloads: 27 bilhões. No Brasil, dados de 2016 da Fundação Getúlio Vargas, mostram que o mercado de aplicativos é um dos mais interessantes aos olhos de empreendedores iniciantes. Tendo em vista que no país são mais de 160 milhões de smartphones ativos. 

De acordo com o presidente da Associação Baiana de Startups (Abas), Eduardo Lobo, Salvador está engatinhando com bons resultados no mercado de apps e atribui isso ao esforço da criação de um bom projeto. “Hoje existem mais pessoas comprometidas. Estão começando a entender que colaboração e cooperação são as palavras chaves desse novo mercado e nova economia”, diz Lobo, que complementou esclarecendo que a criação de soluções em aplicativos é tendência para as Startups de Salvador.
Apostando nessa tecnologia, que já deixou de ser apenas um investimento opcional e se tornou uma necessidade nos negócios, o aplicativo MyCond, especializado em gestão condominial, vem se consolidando na Bahia. Com mais de 15 mil downloads, a desenvolvedora baiana e profissional de TI, Ana Rita Oliveira, explica que a atualização é a chave de tudo. Ela compara um aplicativo a um produto perecível, e afirma que ele tem prazo de validade. “Na área de TI, tudo ocorre muito rápido e a cada nova tecnologia lançada, produtos e serviços simplesmente desaparecem, se tornam obsoletos”, deixa a dica.
Mas se a atualização é indispensável, ter diferencial nos produtos ofertados também é um grande ponto positivo. O MyCond, além de atender virtualmente, ele dá apoio físico, é o que conta Ana Rita. “Para atender um condomínio de grande porte, precisamos ter o suporte adequado, treinamento, material de divulgação e capacidade de customizar o produto para atender às especificidades de cada prédio”.
Outro bom exemplo na Bahia é o QRPoint, aplicativo que chega para modernizar uma rotina bem antiga das empresas, que é registrar o ponto. Ele transforma o processo em algo simples, fácil e barato além de oferecer informações precisas que geram relatórios úteis para a gestão de pessoas e produtividade.
Para um dos criadores do app, Rodolfo Kobus, a ideia deu certo porque realmente resolve o problema que grande parte do mercado tem. Ao analisar uma realidade, enxergou um caminho a inovar. “Poucas barreiras de entrada, baixo custo, simplicidade e agrega valor aos negócios do cliente”, exemplificou pontos que levou o crescimento do QRPoint.
Eduardo Lobo lembra que no mercado atual todos estão procurando tecnologia, desde empresas privadas, até empreendedores e governos. Isso acontece graças a grande demanda dos consumidores. “As pessoas querem utilizar apps para facilitar a sua vida seja na mobilidade, informações, comunicação, compras, finanças e muito mais”, explica.

Share on Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário