2º FESTIVAL DE SAMBA DO ALERTA GERAL COM INSCRIÇÕES ABERTAS O FESTIVAL

por Juci Ribeiro

Depois do sucesso do primeiro ano do Festival de Samba do Bloco Alerta Geral 2016, a agremiação repete a dose para dar visibilidade a compositores e sambistas e fortalecer o samba da Bahia. E desde o dia 14 de dezembro, as inscrições para a segunda edição do concurso de composições estão abertas. Desta vez, os candidatos poderão inscrever suas canções autorais e inéditas, através do site www.festivaldesambaalertageral.com.br

e ou, na sede do Bloco Alerta Geral, na Rua Direita da Piedade, nº 14, Barris, de 3ª a 6ª feira, das 14 às 17h, gratuitamente, de 14 a 27 de dezembro de 2017, exceto feriados.

Com tema livre, o 2º Festival de Samba homenageará a “Velha Guarda do Samba de Salvador”, elegendo dois ícones, para representar os demais artistas. O resultado da 1ª fase será revelado em 30 de dezembro de 2017, a partir das 18h. Uma comissão de profissionais da área cultural selecionará as composiçõe. Os ensaios com os 20 classificados ocorrerá no período de 04 a 20 de janeiro de 2018, com a banda base do Festival.
A semifinal com os 20 compositores selecionados será no dia 21 de janeiro e apenas 10 participantes passarão para a etapa final, que acontecerá em 23 de janeiro de 2018. Os eventos de semifinal e final serão produzidos na Praça Quincas Berro D’água.
O 2º Festival de Samba do Bloco Alerta geral tem o apoio do Governo do Estado, através da Secretaria de Cultura (SECULT).
Os interessados terão acesso ao regulamento do Festival, no site.

O ALERTA GERAL

Com 23 anos de muito samba e tradição na capital baiana, o bloco Alerta Geral, que sempre foi pioneiro no segmento, é presidido pelo empresário José Luis Lopes, conhecido no meio por Zé Arerê, vai em busca de mais um ano de sucesso com o Festival de Samba e por gratidão aos grandes nomes do samba baiano, criou uma forma de homenagear a “Velha Guarda”, neste evento.

A VELHA GUARDA DO SAMBA DE SALVADOR
 Os grandes compositores de Samba da capital baiana foram revelados através das escolas de sambas no final da década de 50. Alguns destes compositores são velhos conhecidos no meio musical, tais como: Ederaldo Gentil, Walmir Lima, Nelson Rufino, Riachão e Roque Betenquê, Nelson Babalaó, Roque Ferreira, Edson Conceição, entre outros. A maioria desses artistas se mantiveram no anonimato, por falta de registros, e com o tempo, a história se perdeu.
 Nos acervos da cidade, muito pouco existe sobre o material produzido pelas escolas de samba, e menos ainda, sobre as contribuições desses artistas anônimos que ajudaram a fortalecer o samba, sejam eles, cantores, compositores, passistas, percussionistas, carnavalescos ou diretores.
Hoje em dia, a Velha Guarda do Samba de Salvador é representada pelos artistas remanescentes das escolas de samba, tornando-se um grupo eclético de compositores renomados e outros artistas sem visibilidade, que juntos continuam nos surpreendendo com lindas canções.

A premiação
O Bloco Alerta Geral premiará os três primeiros lugares, que serão contemplados com os valores de R$ 2.500,00, R$ 1.500,00 e R$ 1.000,00, respectivamente.




siga Instagram @sitejuciribeiro
Share on Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário